“E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia. Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente…”

Carlos Drummond de Andrade

Nós acreditamos na energia do quarto e, por isso, somos tão encantados por esse ambiente, desde a cama, colchão, roupa de cama, mesa de cabeceira, escrivaninha, cortina, tapete, persianas e tudo mais que o compõe.

Veja os quartos da nossa Casa:

Casa Arrumada lança primeira linha de móveis com design autoral

A Linha 8 traz como conceito “madeira em forma de poesia” e nasceu para celebrar o aniversário da loja

Fotos de Camila Santos

A empresária Claudia Júdice Folador celebra o aniversário de sua Casa Arrumada com o lançamento de uma coleção de mobiliário com designs inéditos, assinada pela loja, em parceria com uma fábrica moveleira capixaba, que recebeu o nome de “Linha 8”. De acordo com a empresária, é a realização de uma vontade que está em sua cabeça e coração há um certo tempo e que finalmente conseguiu colocar em prática.

“Para mim um móvel não é, e nunca foi, apenas um móvel. Ele me desperta sensações. O cheiro da madeira, os veios, o toque, por vezes áspero, por vezes macio, o abrir e fechar das gavetas que revelavam segredos e poemas. O envolvimento de várias mãos – novas, velhas, calejadas sem distinção de cor e classe social – imprimindo sua energia, suas esperanças, seus afetos e seu ofício naquela peça, naquele momento.”, conta Claudia.

Um conceito muito forte neste mobiliário é a valorização do artesanal e da mão de obra capixaba. De acordo com Claudia, isso deve-se ao incômodo que ela sentia em ter uma indústria de marcenaria com tanta qualidade no Espírito Santo, mas que não é reconhecida, quando se trata de móveis soltos. “Eu entendo que essa filosofia que escolhi seguir, e que sei que muitos profissionais do ramo da arquitetura e design de interiores segue também, fortalece a economia do Estado e enaltece os talentos da nossa região.”, explica.  

A Linha 8 contempla oito peças, produzidas exclusivamente em madeira maciça, desenhadas para serem verdadeiras poesias em forma de móvel. São três escrivaninhas, três mesas de cabeceira, um espelho e um cabide. Cada detalhe desta coleção foi pensado para gerar e transmitir sensações, emoções, memórias e afetos.

“Poder expressar todas as minhas emoções nesta criação é uma grande alegria para mim. Nas peças em linhas simples prevalece a madeira. Ela reina absoluta! Assim como nós, seres humanos, a madeira aceita bem as marcas do tempo. As cicatrizes e rugas do uso expõem suas histórias e nos lembram, como no poema de Drummond, de casa vivida, uma vida em plenitude’, conclui a empresária, explicando suas inspirações para criar a primeira linha de mobiliário autoral de seu showroom.

Nossa Casa Arrumada tem nove anos de história e em 2021 lançamos nossa primeira linha autoral de móveis, com design exclusivo e assinado pela nossa diretora executiva, Claudia Judice Folador. A Linha 8 é uma das maneiras que encontramos de levar mais poesia à sua vida, através do mobiliário, da madeira!

Veja o vídeo do lançamento da Linha 8:

Produção de Libélula Audiovisual
Linha 8 – Oito anos, oito elementos, infinitas possibilidades…

Desfile Brasilianas: decoração, moda e arte lado a lado em lançamento da Casa Arrumada

Imagina o que pode surgir da união entre decoração, moda e arte? Com certeza algo inovador! Pensando nisso, a empresária Claudia Júdice Folador, que comanda a Casa Arrumada, showroom de móveis especializado em quartos, realizou na última terça-feira (05), em parceria com marcas renomadas aqui no estado, um desfile inusitado, na Galeria de Arte Contemporânea Matias Brotas, em Mata da Praia, Vitória. Batizado de “Brasilianas”, o evento marca o lançamento da nova linha de tecidos da Donatelli, empresa que passa a fazer parte do mix da Casa. Um dos grandes destaques da noite é que o casting de modelos é formado por profissionais de arquitetura e design de interiores, e todo stylish exibido na passarela, além da produção do evento em si, é assinado pela consultora de imagem e estilo Renata Cani.

Os looks foram compostos por meio de um moulage, ou seja, as roupas foram montadas no corpo dos modelos, usando tecidos Donatelli da linha casa cujas estampas foram pensadas para decorar o interior das casas com estofados, cortinas e roupas de cama. Para completar o look arte-design, entram os sapatos da Manolita e da Uncle K, as joias Ylla de Maria Helena Joias, a coleção praia da Balm e as peças coringas da Marci Vitória. Todas essas empresas parceiras que embarcaram na ideia, também possuem uma relação direta com moda, arte e decoração.

Os tecidos da coleção Brasilianas exaltam o Brasil! As estampas são assinadas pelos designers brasileiros Clarisse Romeiro, Attilio Baschera, Gregorio Kramer e Marai Valente, e mais parecem obras de arte. Elas remetem às raízes culturais, à identidade nacional, aos valores regionais, à herança primitiva… e contam a verdadeira história do país por meio das estampas. Passar mensagens que vão além da estética também é um diferencial dessa nova coleção, que procura conectar elementos da natureza ao homem, sem deixar de lado inovação, alta qualidade dos materiais utilizados e a ideia de agregar valor à cada peça.

Na passarela, rostos bem conhecidos em Vitória no meio da arquitetura e decoração. São eles Victor Sarcinelli, Max Mello, Kassio Fontoura, Ivan Lopes, Natan Bueno, Romulo Pegoretti, Maria Tereza Nader, Celia Colodette, Letícia Finamore, Daniela Caser, Juliana Goulart, Georgia Mendonça, Tatiana Coutinho, Mariah Cardoso, Tamara Raizer, Juliana Kwak, Ohanna Sgaria, Italla Monti, Solana Marianelli e Marcela Gabetto. O Espaço Nales assinou a produção de beleza de todo o casting e quem comandou a trilha sonora é a DJ Laura Murad, que envolveu todos os presentes na atmosfera da coleção Brasilianas. O bailarino George Falcão levou para a passarela mais uma conexão com a arte, fazendo da sua dança uma expressão de brasilidade.

Nossa Brasilianas não estaria completa sem ressaltarmos o trabalho manual da Studio Noble Savage, que confeccionou os delicados guardanapos dos press kits da imprensa com nossos tecidos. Também destacamos o potencial agrícola pujante, aqui representado pela Cooltiva, a primeira fazenda urbana de Vitoria, que com seus verdes traz um spoiler da coleção.

Veja um pouquinho do que vivemos na noite do dia 05 de julho!